quinta-feira, 30 de julho de 2020

Coming soon... (o que vem por aí)






LANÇAMENTOs  Em destaque, álbuns que serão editados a partir de setembro por artistas de diferentes lugares. Músicas múltiplas, propostas variadas. Divulgue, compre os discos...






Por Fabricio Vieira



Znachki Stilyag
Ballister
Aerophonic Records 
O potente trio Ballister, formado em 2009 por Dave Rempis (saxes alto, tenor e barítono), Fred Longberg-Holm (violoncelo, eletrônicos) e Paal Nilssen-Love (bateria), já editou oito títulos e se consolidou como um dos fortes nomes da cena contemporânea. Em outubro de 2019, o trio iniciou uma turnê europeia (que passou por Alemanha, Noruega, Polônia, Áustria e Suíça) e acabou chegando ao palco do Dom Cultural Center, em Moscou. A apresentação do dia 30 de outubro foi registrada e agora está pronta para ser apreciada por todos os que não estavam na Rússia naquele momento. São três faixas, em um total de cerca de 56 minutos de intensa improvisação. Sobre o trabalho de Nilssen-Love no disco, o release diz: "(He) increasingly incorporates influences from his ongoing work in Ethiopia and Brazil, often trading his remarkable ability to generate rhythmic drive for newfound subtleties". Znachki Stilyag será lançado em CD no dia 1 de setembro.




Conversations - Vol. 1
Cooper-Moore / Stephen Gauci
577 Records 

O pianista norte-americano Cooper-Moore está na ativa desde a década de 1970, mas tem uma carreira mais regular de gravações apenas a partir dos anos 90, quando integrou o incrível quarteto In Order To Survive, de William Parker. Nascido Gene Y. Ashton, o músico também cria/constrói instrumentos e toca órgão, flauta, harpa. Como líder e colíder tem gravado mais nos anos 2000. Neste novo projeto, um duo com o saxofonista Stephen Gauci, vemos Cooper-Moore apenas ao piano. O novo registro é uma continuação da parceria que rendeu anteriormente "Studio Sessions" (2018)  os dois músicos começaram a tocar juntos em meio a uma longa residência que fizeram no Happylucky No.1 Gallery, no Brooklyn (NYC), uns anos atrás. Este Conversations foi registrado em 31 de outubro do ano passado, no estúdio Sear Sound, e promete render um novo capítulo. São seis temas, improvisação livre que pode soar intimista e enérgica, refletindo a amplitude expressiva do duo. Conversations - Vol. 1 será editado em versão limitada de 300 cópias, em LP, no dia 18 de setembro.





The Unidentifiable
Matthew Shipp Trio
ESP-Disk 
Com esta formação, ao lado de Michael Bisio (baixo acústico) e Newman Taylor Baker (bateria), o pianista Matthew Shipp consolidou a última versão de seu trio, com a qual começou a gravar a partir de "The Conduct Of Jazz" (2015). A refinada e inventiva música apresentada por eles ganha agora novo capítulo. The Unidentifiable foi captado em outubro de 2019, no Park West Studios, no Brooklyn (NYC), pelo sempre competente Jim Clouse, com produção de Steve Holtje. São 11 novos temas, em quase 55 minutos de música. "The piano trio is such a basic configuration in jazz, and it is an honor to take a well-explored area and apply my imagination to it to see where we can go – it helps that my trio mates are great", diz Shipp no release. Com seu trio, em diferentes formações, Shipp já editou cerca de uma dúzia de títulos desde os anos 90, sendo este um formato fundamental para sua expressão artística, obrigatório para quem quiser conhecer sua música. The Unidentifiable sairá em CD no dia 18 de setembro.
  




Sand Storm
Kaze & Ikue Mori
Circum-Disc/Libra 
Kaze é um quarteto nipo-francês surgido em 2010. O grupo reúne os japoneses Satoko Fujii (piano) e Natsuki Tamura (trompete) e os franceses Christian Pruvost (trompete) e Peter Orins (bateria) e já editou cinco álbuns. Para este novo registro convidaram  a também japonesa Ikue Mori, que traz uma nova pegada ao grupo, adicionando seus eletrônicos a um quarteto formalmente acústico. Essa união de forças é relativamente nova: nasceu no começo de 2020 em uma pequena turnê que o Kaze fez com Mori e que passou por Áustria, França e Rússia. Já esta gravação foi feita nos Estados Unidos, no dia 21 de fevereiro, no Samurai Hotel Recording Studio (NY), e rendeu sete faixas de refinada improvisação coletiva. Sand Storm será lançado em CD em 18 de setembro.





Free Hoops
Sylvie Courvoisier Trio
Intakt Records 
A pianista suíça Sylvie Courvoisier formou este trio ao lado dos norte-americanos Drew Gress (baixo) e Kenny Wollesen (bateria) há alguns anos. Após os elogiados "Double Windsor" (2014) e "D'Agala" (2018), o trio prepara o lançamento de Free Hoops. O disco traz nove composições inéditas de Courvoisier e deve agradar em cheio quem tem acompanhado a evolução do grupo – "D'Agala", que esteve em diferentes listas de melhores do ano, já os colocava entre os trios de piano-baixo-bateria mais interessantes da atualidade. Não sei como ficou a agenda em meio à pandemia, mas o trio tinha por esses tempos uma turnê europeia de divulgação deste novo trabalho, que contava com datas entre março/abril e outubro/novembro. Free Hoops será editado em CD no dia 18 de setembro.




Stateless
Tashi Dorji
Drag City Inc 
O guitarrista Tashi Dorji é um raro nome na cena free que vem do Butão. Radicado nos EUA, em Asheville (North Carolina), Dorji tem tido uma ativa carreira na última década, na qual se destacam parcerias com a saxofonista Mette Rasmussen, além de fazer parte do incrível trio Kuzu (com Dave Rempis e Tyler Damon). Dorji traz neste Stateless sua voz solista, formato que já experimentou em discos anteriores, como "Guitar Improvisations" (2012) e "Blue Twelve" (2014). Em Stateless vemos Dorji em uma pegada bastante distinta à apresentada com o Kuzu: se lá temos uma guitarra como propulsora de ruidagens, aqui é exibida sua voz em versão acústica. São dez temas captados em uma sessão de estúdio. Stateless vai ser lançado em CD em 25 de setembro.






Shifa - Live in Oslo
Rachel Musson/ Pat Thomas/ Mark Sanders
577 Records 
Esse trio britânico, formado em 2018, traz Rachel Musson (sax tenor), Pat Thomas (piano) e  Mark Sanders (bateria). Sob o nome de Shifa (algo como cura em árabe), estrearam no ano passado em disco com "Live at Cafe Oto". Agora aparecem com um novo registro ao vivo, gravado no Blow Out Festival, em agosto do ano passado. "The concerts took place in a beautiful public library, and it felt a bit surreal creating so much sound surrounded by books, in a room usually associated with silence”, diz Musson. O registro traz dois temas, um em cada face do vinil, "Taste" e "Blas", em um total de cerca de 34 minutos de improvisação livre. Shifa - Live in Oslo será editado, em LP, no dia 2 de outubro.





Swirling
Sun Ra Arkestra
Strut Records 
A Sun Ra Arkestra tem mantido com muita energia e brilho o legado de Sun Ra (1914-1993) vivo, fazendo novos fãs e redimensionando sua obra no século XXI. E esse processo tem sido bem-sucedido, basta ver a repercussão que teve o anúncio de que lançariam um novo registro neste ano. Swirling, a primeira gravação de estúdio da Arkestra em duas décadas, traz 13 temas, com releituras de clássicos ("Astro Black", "Rocket Number Nine", "Angels and Demons at Play") e uma composição de Marshall Allen (a faixa-título). Realizado no estúdio Rittenhouse Soundworks, na Filadélfia, o álbum fica como último testemunho do saxofonista Danny Ray Thompson (1947-2020), que fazia parte da Arkestra desde o fim dos anos 1960. Swirling será lançado, em CD e LP, no dia 9 de outubro.






--------
*quem assina:

Fabricio Vieira é jornalista e fez mestrado em Literatura e Crítica Literária. Escreveu sobre jazz para a Folha de S.Paulo por alguns anos; foi ainda correspondente do jornal em Buenos Aires. Colaborou também com publicações como Entre Livros, Zumbido e Jazz.pt. Atualmente escreve sobre música e literatura para o Valor Econômico. É autor de liner notes para os álbuns “Sustain and Run”, de Roscoe Mitchell (Selo Sesc), “The Hour of the Star”, de Ivo Perelman (Leo Records), e “Live in Nuremberg”, de Perelman e Matthew Shipp (SMP Records)

Os mais lidos...