quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

FreeForm, FreeJazz: 10 Anos

O FreeForm, FreeJazz foi criado em meados de 2009 com o propósito de ajudar a divulgar o universo da free music. Muito negligenciada até então, essa música começava a dar suas caras no país de maneira um pouco menos esporádica...

Em junho de 2008, por exemplo, tocou pela primeira vez no Brasil, em São Paulo e Porto Alegre, o lendário Peter Brötzmann; pouco depois, em outubro daquele ano, viria o Art Ensemble of Chicago. A free music passaria a ganhar mais destaque na agenda local a partir de 2010, com uma importante atuação de Juliano Gentile na curadoria do Centro Cultural São Paulo (CCSP) e a criação, em 2011, do festival Jazz na Fábrica (hoje Sesc Jazz), que tem ano a ano trazido músicos fundamentais do free jazz e da improvisação livre, muitos inéditos em nossos palcos (importante destacar também a vinda de artistas ligados ao free no Sesc fora de seu festival). Em paralelo, vimos também nesses 10 anos o surgimento de artistas, produtoras, eventos e público locais interessados e focados nessa seara sonora, o que tem permitido que o interesse cresça (dentro dos limites de uma arte de linhagem underground, claro) e essa música sedimente, aos poucos, seu espaço no nosso meio cultural.

O papel do FreeForm, FreeJazz nesse processo tem sido o de ajudar a fazer circular informações sobre a free music, de ontem e de hoje, de todo o mundo, por meio de críticas, entrevistas, resenhas de lançamentos, reportagens especiais, sempre buscando levar um pouco mais dessa arte sonora a quem já a conhece ou a apresentando a quem possa vir a se interessar por ela. Nesses tempos em que vemos a Cultura sendo atacada no país de uma forma que muitos de nós nunca tínhamos vivenciado (é difícil prever o tamanho do estrago que o anti-intelectualismo corrosivo do atual governo e seus seguidores deixará pelo caminho), com agressões incessantes à Universidade e às Artes, asfixia financeira e censura à espreita, em um processo de demolição sócio-cultural de consequências ainda imprevisíveis, a voz dos artistas deve ser amplificada da forma mais potente possível.

O FreeForm, FreeJazz é um espaço sem fins lucrativos, não há patrocínio nem publicidade envolvidos. Como é um projeto pessoal, sendo totalmente conduzido apenas por mim, a assiduidade das postagens talvez fique abaixo do desejado (mas também não sei o quanto as pessoas demandam informações sobre free music). Estou sempre aberto a receber trabalhos (quem quiser, pode enviar seus discos diretamente para a Caixa Postal disponível no site). Garanto que ouço tudo que chega, mas não consigo escrever sobre tudo (a free music é extremamente ativa mundo afora e novas gravações surgem praticamente todos os dias). Não sei precisamente o que mais interessa aos leitores do FreeForm, FreeJazz: mais resenhas? Lançamentos? Entrevistas? Pensei em criar uma playlist semanal ou mesmo um espaço mensal para falar de outras músicas do underground que não fazem parte do que chamamos de free music, mas não sei o quanto os leitores querem tópicos novos no site. Deixem seus comentários e críticas em nossas páginas para que eu possa ir aprimorando o FreeForm, FreeJazz, para que este espaço se mantenha relevante e interessante aos leitores.


Obrigado por acompanharem o FreeForm, FreeJazz nessa jornada... Free the Jazz!

Fabricio Vieira 

São Paulo, Brasil - 2020


Os mais lidos...