FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

"Jazz is an African power. Jazz is an African music”




Em 21 de julho de 1969, começava na Argélia o “1º Pan-African Cultural Festival”. Ativistas de países recém-libertos da opressão colonial se juntaram a representantes do Black Panther Party e artistas de muitas vertentes em um evento multicultural que se estendeu por dez dias. A situação das ex-colônias, os problemas e desafios do terceiro mundo, a luta pelos direitos civis e a celebração da cultura africana permearam a maratona de debates, música, dança e poesia.
Em um momento em que o free jazz estava muito ligado aos embates sócio-político-culturais, figuras do gênero não poderiam faltar ao festival: estiveram lá Archie Shepp, Sunny Murray, Alan Silva, Dave Burrell, Grachan Moncur III e Clifford Thornton.


O grupo liderado por Archie Shepp se apresentou acompanhado de músicos locais no Théatre de L’Atlas (além de tocarem em ruas e praças), performance registrada e editada em 1971 pelo selo BYG, como “Live at the Panafrican Festival”. A faixa que centraliza a apresentação, “We have Come Back”, abre com a recitação:

We are still Black and we have come back. Nous sommes revenues...
Jazz is an African power. Jazz is an African music.

O festival foi tema do documentário “Le Festival Panafrican D’Alger”, de William Klein, além de ter sido amplamente registrado pelos fotógrafos Guy Le Querrec e Bruno Barbey, da agência Magnum.
(abaixo, imagens dos músicos em sua passagem pelo festival na Argélia, feitas por Querrec...)