quinta-feira, 3 de julho de 2014

Free Jazz: usos e desusos...


Desde que surgiu na capa do clássico álbum gravado por Ornette Coleman em dezembro de 1960, a expressão FREE JAZZ tem sido utilizada em diferentes contextos para situar, nem sempre de forma muito precisa, certa música enérgica, normalmente instrumental e focada na improvisação. Apesar de desprezado por sua imprecisão por alguns dos mais relevantes nomes da free music – como Peter Broetzmann e Ken Vandermark –, o termo FREE JAZZ sobrevive e continua estampando uma infinidade de capas de álbuns que, curiosamente, tratam até de músicas distantes da esfera jazzística. Para ilustrar isso, selecionamos uma porção de discos que trazem inscrito em sua fronte FREE JAZZ...











































Os mais lidos...