FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Gabriel Ferrandini: novas baquetas na cena portuguesa (II)


Faltou comentar algo sobre o show do duo formado por Rodrigo Amado e Gabriel Ferrandini... Mesmo para quem já conhecia o trabalho dos caras, foi impressionante sentir a voltagem intensa que destilaram no Sesc Belenzinho (segundo quem esteve lá, em Santos também foi foda. Alguém testemunhou o concerto deles no Audio Rebel, no Rio?).
Quem cunhou o termo energy music, sem dúvida estava pensando em algo similar ao que o duo português fez na noite de 2 de fevereiro (registro abaixo para conferir).

 




Ferrandini em especial mostrou que realmente é um dos nomes fortes da nova geração da free improvisation europeia. O domínio do instrumento e a forma amplamente criativa e enérgica com que constrói sua música já o coloca entre os nomes de peso da percussão free atual. Dono de uma linguagem complexa, que explora tanto as pontas mais explosivas da bateria quanto a sutileza que peles e pratos também oferecem, Ferrandini comprova que esse instrumento pode protagonizar um espetáculo muito além apenas de sua função de suporte rítmico originário.

Uma face mais comtemplativa, exploratória das possibilidades da free improvisation de detalhes e timbres, de Ferrandini pode ser encontrada no álbum “The Eruption”, registrado em abril de 2010 e editado pelo netlabel Audition Records.

The Eruption nasceu do encontro entre o baterista português e o músico suíço D’Incise, nome atuante na seara eletroacústica/drone, sempre explorando as possibilidades da improvisação livre, tendo já atuado com Barry Guy, Hannah Marshall e Keith Row.
Diálogo entre percussão e elementos eletrônicos, The Eruption demanda atenção de escuta, com uma música feita de momentos pontilhistas, em que o adensamento sonoro se faz de forma gradual. O álbum exibe uma face distinta do percussionista explosivo presenciada nos shows feitos no país. E ilustra bem a amplitude do trabalho que Ferrandini vem conduzindo.  




1. Fissure
2. Shield
3. Cinder
4. Strato


*D'incise: laptop & objetcs
*Gabriel Ferrandini: drums

Recorded by Joaquim Monte in Namouche studio, Lisbon on April 20th 2010.