FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Duos variados recheiam as próximas semanas

Quem olhar de forma desatenta, talvez não se dê conta de que um forte time da free improvisation vai desembarcar em SP nas próximas semanas. Isso porque não se trata dos figurões mais conhecidos. No entanto, há destaques de peso: atenção aos dois duos europeus, que passam por CCSP e Sesc, e que prometem fazer a alegria de qualquer interessado em sons sempre novos, perturbadores e instigantes. Há também em breve o BMW Jazz Festival, previsível como tem sido, mas ao menos com um clássico de respeito, sim, Mr. Charles Lloyd.


 ------------------------------------------
"CHICAGO UNDERGROUND DUO"

O cornetista americano Rob Mazurek passa pelo país com seu principal projeto, conduzido ao lado do baterista Chad Taylor desde 97. Improvisação e composição, acústico e eletrônico, o Chicago Underground Duo se ampara em amplas esferas para arquitetar seu som contemporâneo. Na definição deles mesmo: “An organic mixture of African, Electronic, Coloristic, Jazz influenced life supporting systematic, non-systematic feeling from two humans trying ever to expand outward and inward for the people and ourselves”.

Quando: 18/5 (sex); às 21h
Onde: Sesc Belezinho (SP)
Quanto: R$ 32 (inteira)

 ------------------------------------------------------
"OTIS TRIO + DISSIDENTES"

Encontro do pessoal do ABC com representantes da capital em uma noite de improvisação livre e jazz. O Otis Trio (em sua versão 4, com Calixto nos saxes) abre os trabalhos, seguido pela estreia de um novo combo, o “Dissidentes”, que traz Luiz Galvão (guitarra), Romulo Alexis (trompete), Thiago Salas (violões), Rubens Akira (clarone) e Marcio Gibson (bateria). Difícil de a sonzeira falhar...



Quando: 19/5 (sáb), às 20h
Onde: 74 Club (Santo André)
Quanto: R$ 10


------------------------------------------------------------------
"ROGER TURNER & URS LEIMGRUBER"

O percussionista britânico Roger Turner chegou a anunciar a vinda ao país no ano passado, com seu grupo Konk Pack, mas acabou furando. Agora ele vem mostrar um pouco do seu som em duo com o saxofonista suíço Urs Leimgruber, parceiro de nomes como Marylin Crispell, Louis Sclavis e Joelle Leandre.

Quando: 24/5 (qui), às 21h
Onde: CCSP (SP)
Quanto: grátis


-----------------------------------------------------
"STEVE NOBLE & ALEX WARD"

Mais um duo europeu de improvisação livre, agora focado em bateria (o britânico Steve Noble) e clarinete (a cargo de Alex Ward). A maior constância da ‘free improvisation’ entre nós, destacadamente em sua face europeia, tem dado a oportunidade para uma (lenta) formação de público e músicos locais. Dentre seus projetos, Noble divide com Marcio Mattos o potente trio ‘Free Base’. Ward, nascido em 74, tem em seu currículo uma nobre gig de estreia, em 87, ao lado de ninguém menos que Derek Bailey. Baterista e clarinetista mantêm esse duo em atividade há duas décadas.

Quando: 23/6 (sáb); às 21h
Onde: Sesc Belezinho (SP)
Quanto: R$ 24 (inteira)



(Mix dos dois duos europeus: encontro de Alex Ward com Roger Turner)
  

---------------------------------------------------------------------
"THOMAS ROHRER & NELSON DA RABECA"

Encontro de rabecas com caminhos bastante distintos: Thomas Rohrer, suíço radicado no Brasil, nome de peso da improvisação livre, abre diálogo com Nelson da Rabeca, luthier autodidata de 80 anos, figura já símbolo da música de sabor regional. Como Rohrer não é só ‘free improviser’ (vide seu trabalho com o grupo A Barca, por exemplo), o espetáculo deve se desdobrar focado em uma via mais regionalista, onde as duas rabecas têm contatos mais frutíferos para se combinarem. Mas não se espantem se Rohrer propor outros rumos a seu parceiro.

Quando: 29/6 (sex); às 21h
Onde: Sesc Santana (SP)
Quanto: R$ 16 (inteira)

-----------------------------------------------------------
BMW JAZZ FESTIVAL
Com o maior orçamento de um festival de jazz/instrumental do país, o BMW Jazz Festival continua seguindo uma fórmula conservadora e desgastada, tentando mesclar antigos nomes conhecidos a jovens destaques da DownBeat. Caro e previsível como outros grandes eventos similares, atento à repercussão posterior nas colunas sociais, não faz concessões a riscos. E estão lá: Chick Corea, Clayton Brothers, Charles Lloyd (velha guarda), Ambrose Akinmusire, Trombone Shorty (novas faces). Tudo bem, não devem faltar alguns bons momentos jazzísticos. Mas que tal um Matthew Shipp, uma Matana Roberts, um Rodrigo Amado ou uma Paula Shocron para dar uma revigorada no cardápio?

São Paulo
Quando: 8 a 10 de junho
Onde: Via Funchal
Quanto: R$ 60 a R$ 120 (inteira)

Rio de Janeiro
Quando: 11 a 13 de junho
Onde: Teatro Oi Casa Grande
Quanto: R$ 60 a R$ 120 (inteira)