quarta-feira, 16 de novembro de 2011

O ritual 'afro-grind' do Mombu

Sax e bateria formam uma parceria potencialmente explosiva. Quando os mestres John Coltrane e Rashied Ali se uniram em fevereiro de 1967 para a sessão que gerou o seminal Interstellar Space não faziam ideia de que o formato seguiria rendendo duos ontológicos nas décadas seguintes... Em 2010, a grande surpresa do encontro sax-bateria foi o FLAC. Em 2011, foi a vez dos italianos do Mombu assumirem o posto.
Nascido do encontro do saxofonista Luca Mai –conhecido do feroz ZU– com o baterista Antonio Zitarelli, o Mombu buscou sua base na rítimica-ritualística africana, incorporando elementos de free jazz, hardcore e metal, segundo os próprios. Há pouco, soltaram o álbum de estréia –já postado pelos parceiros do Sonora Aurora. Para quem ainda não foi apresentado ao duo, um pouco de Mombu ao vivo:



http://www.myspace.com/mombumombu

Os mais lidos...