FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

sábado, 4 de junho de 2011

Andanças e devaneios de Thurston Moore (II)

Um incandescente e esperado (por muitos) encontro: Thurston Moore e o guitarrista Keiji Haino (a quem ainda não foi apresentado a Haino: trata-se de um dos mais insanos músicos japoneses).

Keiji Haino (1952, Chiba, Japão) surgiu na cena underground japonesa na década de 1970. Free improvisation, noise, psy-rock, figurações minimalistas, pitada metal, o músico destila suas investidas em várias searas sonoras sujas. Não dá para pensar em Haino como um artista de foco centralizado, tampouco afirmar: ele toca isso ou aquilo, mesmo que sua obra seja bastante coerente em sua multiplicidade. Em 1971, apareceu com o grupo de noise-rock “Lost Aaraaff”. Seu projeto mais famoso viria um pouco depois: “Fushitsusha”, que começou como um duo em 1978 e ganhou o formato trio (guitarra-voz, baixo e bateria) e seu primeiro álbum apenas em meados dos anos 1980. É também a partir dessa década que Haino passa a se envolver com músicos ocidentais, especialmente no território free (Brotzmann, John Zorn, Derek Bailey, Joey Baron, Charles Gayle, Bill Laswell, Jim O’Rourke, apenas para citarmos alguns com quem se encontrou em palcos e estúdios).


Sempre de óculos escuros, vestido de preto, cabelo longo de franja reta, Haino tem como foco guitarra e vocais, também testando percussão, eletrônicos e outros processos. Sua guitarra a-melódica, máquina propulsora de ruídos quentes e disforrmes, também sabe soar divagadora, climática –veia bem explorada ao lado de Moore. Nesse encontro, apenas Haino utiliza o vocal, de palavras soltas, de grunhidos esparsos. A faixa 4 é exemplar nesses processo, especialmente em seus 5 primeiros minutos, antes de as guitarras invadirem terreno noise-divagatório (que deve ter sido de arrepiar ao vivo...), campo que conduzirá todo desenvolvimento da faixa final.


1. Improvisation I (18:09)
2. Improvisation II (9:28)
3. Improvisation III (14:18)
4. Improvisation IV (17:44)
5. Improvisation V (14:24)

*Thurston Moore: guitar
*Keiji Haino: guitar, vocals, percussion

Recorded live at Victoriaville Festival, Canada, May 18, 2001.

**Photo: by Michel Henritzi