FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Arthur Doyle: um outsider, de fato (III)

A ligação de Arthur Doyle com a seara rocker não se restringiu a suas parcerias com Rudolph Grey. Em 1997, o saxofonista fez apresentações no Japão, onde acabou por subir ao palco ao lado da lenda Takashi Mizutani _guitarrista japonês que comandou o mítico grupo de psy-noise-rock Les Rallizes Desnudes (que abordaremos em breve).
Tal encontro foi registrado, precariamente, e, por anos, fitas K7 do show (que ainda contou com o conhecido baterista Sabu Toyozumi) circularam pelo underground. No começo da década seguinte, foi lançada na Europa uma edição limitada em vinil duplo, que também se tornou raridade (há um vendedor, via amazon, pedindo US$ 469 em uma cópia do disco!).

Mizutani tem uma pegada bastante distinta da de Grey. Quem já foi apresentado ao Les Rallizes Desnudes sabe que as distorções do grupo soavam muito mais atmosféricas do que rápidas e pesadas _guitarra suja, distorcida, mas envolvente em sua ruidosidade. E, se o resultado é mais free improvisation do que rock _não é exagero dizer que se trata de um álbum de Doyle, apesar de os créditos serem repartidos igualmente_, não creio que seja obscuro demais para os ouvidos mais interessados na antiga banda de Mizutani (há também, como na faixa 2, longos solos do guitarrista).
Não apenas pela raridade do produto, este Live in Japan merece ser conhecido. Difícil se decepcionar.


*Arthur Doyle (tenor sax, flute, voice)
*Takashi Mizutani (electric guitar)
*Sabu Toyozumi (drums)

ADj
A. Nov.8th Or 9th, I Can't Remember When
B. Alabama And Mississippi Reunited
C1. I Pass, Then Resist
C2. I'd Live In Her World, Then Without Her In Mine
D1. Love Heat
D2. Joy

Rec. live November 14, 1997 / Manda-la2, Tokyo, Japan

----------------------------------
ps: agradeço ao pessoal do Inconstant Sol por ter apresentado, há alguns anos, o álbum por lá.