FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Bartz antes de Miles

Gary Bartz foi um dos vários músicos que tiveram uma ligeira passagem pelo grupo fusion de Miles Davis. Antes e depois dessa experiência com o trompetista, Bartz tocou com uma infinidade de outros grandes músicos, além de cultivar sólida carreira como líder. Revezando-se nos saxes alto e soprano, Bartz (1940, Baltimore) participou, na década de 60, da Charles Mingus’ Jazz Workshop, além de acompanhar Max Roach e Art Blakey.






Antes de se juntar a Miles Davis, em 1970, gravou três belos álbuns pelo selo Milestone: Libra (67), Another Earth (68) e Home! (69). Os dois primeiros álbuns foram reunidos em um CD; já Home!, permanece esquecido.

Durante a década de 70, o saxofonista cada vez mais fez de seu som uma fusão de grandes correntes da música negra (funk, soul, free, post-bop), com resultados empolgantes, como em I've Known Rivers and Other Bodies (73). Após um período de sonoridade mais palatável e com vocação para tocar nas rádios _ como no famoso Music Is My Sanctuary (77)_, Bartz diminuiu o ritmo quando chegou a década de 80, tendo pouco gravado. Retornou com novo fôlego em 88, lançando um disco dedicado a Monk ("Reflections of Monk: The Final Frontier").

Ainda na ativa, o saxofonista virá ao Brasil na próxima semana, acompanhando o pianista McCoy Tyner. Farão uma única apresentação, em Olinda, durante o festival MIMO, no dia 5. Antes, no dia 2, passam por Buenos Aires; no dia 1, estarão em Santiago. Quem estiver por perto...


O álbum Home!, de março de 1969, mostra o nascimento do grupo NTU Troop, que teve várias encarnações na década seguinte. Acompanhado de Woody Shaw e Rashied Ali, Bartz apresenta um som de tempero post-bop, com certos vôos free, e distante do fusion que estava pronto para mergulhar em breve. Desse período, Another Earth, do ano anterior (que conta com a participação de Pharoah Sanders), me parece ser o trabalho mais ousado e bem sucedido. Todavia, esse Home! tem seus momentos.

A1 B.A.M. 11:17
A2 Love 11:28
B1 Rise 8:45
B2 Amal 7:18
B3 It Don't Mean A Thing 5:12

*Saxophone [Alto] - Gary Bartz
*Trumpet - Woody Shaw
*Bass - Bob Cunningham
*Piano - Albert Dailey
*Drums - Rashied Ali

Recorded live in actual performance at a Left Bank Society concert, in Baltimore, Maryland. March 30, 1969