FREE THE JAZZ!!!

IMPROVISED MUSIC, JAZZ ANARCHY, NEW THING, INSTANT COMPOSITION, OUT JAZZ, ALEATORY MUSIC, MODERN FREE, FIRE MUSIC, NOISE, AVANT-GARDE JAZZ, INTUITIVE MUSIC, ACTION JAZZ, FREE IMPROVISATION, JAZZCORE, CREATIVE IMPROVISED MUSIC. FREE THE JAZZ!!!

*SOBRE (about us)...

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Mats Gustafsson: além do jazz II


A nova (em alguns casos, não tão nova) geração free/improv segue à risca a receita de um dos maiores nomes do segmento, Peter Brotzmann: gravar sempre que possível. Como apresentações, workshops e reuniões em estúdio costumam resultar, para esse pessoal, em música nova, discos de “inéditas” não faltam. Quem conhece a discografia de Brotzmann sabe que, dificilmente, alguém poderá se vangloriar de tê-la completa: são muitas dezenas de álbuns, lançados por pequenos selos e esgotados em curto tempo. Há ainda o material (bootleg, mas oficial) vendido pelo músico após seus shows. Enfim, é música que não acaba e bastam poucos meses para quem coleciona ver sua discoteca desatualizada.
Mats Gustafsson não foge a essa regra. Tendo começado a se destacar na década de 90, conta-se que sua discografia ultrapasse hoje os 150 álbuns. E estamos falando de discos novos, nada de coletâneas ou shows que reproduzem, nota a nota, os principais hits do último álbum lançado (que tédio!). De solos a big bands, de músicas mais estruturadas a improvised music de teor abstrato, Gustafsson reveza-se em diferentes instrumentos de sopro, com destaque para o tenor e o barítono, para manter em ação essa “work in progress”.

Parrot Fish Eye, produto da década de 90, mostra algumas das facetas do saxofonista sueco. Amparado por Michael Zerang, Jim O’Rourke e Gene Coleman, Gustafsson cria um disco no qual discorre a multiplicidade de seu sopro em seções de duos e trios. As primeiras oito faixas trazem Gustafsson em duo com o percussionista de Chicago Michael Zerang. As cinco faixas seguintes trazem o trio com O’Rourke e Coleman.
Dos agudos do fluteophone _instrumento criado pelo sueco, que junta peças do sax alto com a flauta_ aos graves que ecoam dos diálogos entre clarinete baixo e barítono, o álbum oferece uma gama de texturas sonoras que demandam atenção e aguçam os ouvidos. Captado em outubro de 94, em Chicago, o disco marca os primeiros encontros entre Mats e Zerang/O’Rourke, com quem voltaria a se reunir diversas vezes nos anos seguintes.

Mats Gustafsson — fluteophone, soprano & baritone sax
Jim O’Rourke — guitar, accordion, percussion
Gene Coleman — bass clarinet
Michael Zerang — percussion

Gustafsson/Zerang:
1. Parrot fish eye
2. I’ll give you this!
3. Knotted canvas
4. Elbow material
S. Where’s the air?
6. Where’s what?
7. Tied door
8. Shut up!

Gustafsson/Coleman/O’Rourke:
9. Even the rain
10. So what?
11. Dolphin nap music
12. Where’s the end?
13. Again (With a lot of guitar?)

Recorded at Sparrow Sound Design, Chicago, IL, October 1994

***photo: Lisa Nordwall